Este blog contém posts e comentários.

Este blog recebe e agradece as visitas desde Fev/2009.

Contador de visitas

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Reforma da Previdência - Dois Pesos e Duas Medidas

A Previdência Social é uma incógnita fácil de entender a quem interessa seu sucateamento, uma vez que os Congressistas e Políticos usufruem de Previdência Própria que lhes é garantida "doa a quem doer".

Enquanto alguns poucos abastados do poder público recebem $$$ milhões $$$ em benefícios e aposentadorias a grande maioria dos cidadãos brasileiros com jornada laboral rígida recebem uma miséria de salário mínimo que mal dá conta de custear remédios que a farmácia básica nunca tem disponível.

É necessário que o Governo Federal, Governo Estadual e Governo Municipal entendam que o País está passando por um momento em que "todos" devem dar sua parcela de contribuição, inclusive e principalmente os nossos políticos que sempre tiveram elevados salários e benefícios surreais que incham a cada exercício findo aumentando indefinidamente o chamado "rombo" previdenciário.


Entendo que para uma Previdência Justa, não deveria haver nenhuma diferenciação deste ou daquele segmento, mas, toda a receita arrecadada para fins previdenciários (salvo a Previdência Privada, claro) deveriam compor um saldo único e as regras de aposentadoria deveriam ser iguais para todos os segmentos.


A única diferenciação plausível seria a aposentadoria do público feminino que em sua grande maioria desfrutam de "dupla jornada de trabalho" e deveriam ser beneficiadas com um período de contribuições menor para os casos de aposentadoria por tempo de contribuição.

Os Políticos de qualquer esfera deveriam ter obrigação de contribuição mínima igual aos trabalhadores da iniciativa privada ou qualquer outro trabalhador quando do requerimento da aposentadoria, bem como um teto máximo para todos.

Os estudantes brasileiros estão se mantendo mais tempo na escola até começar seu primeiro emprego e isso vem causando um descompasso nas contribuições para a previdência, mas, o nosso Governo deveria manter seu foco naquilo que a Constituição em seu Art. 6º determina como direitos sociais: a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma da Constituição.

A inclusão da máquina administrativa nos ramos que deveriam estar nas mãos da iniciativa privada torna-se apenas um grande projeto para má utilização, desperdício e roubo do dinheiro público,  que ao invés de ser revertido em benefícios para os cidadão acaba indo parar nos bolsos dos grandes ladrões do país que não enceram a cara para se apoderar dos recursos destinados ao desenvolvimento social e manutenção da ordem e progresso do Brasil.

Os nossos congressistas que fazem as leis cumprem o dever de defenderem a sí próprios criando leis que os mantenham incólumes em seus duplex luxuosos mantidos às custas do erário público que acabam pesando os ombros dos trabalhadores que são saqueados com uma carga de impostos inconcebível em qualquer país que defenda seus concidadãos.

A reforma da previdência da forma como está sendo proposta não vai acabar com o déficit mas vai acabar com os cidadãos trabalhadores do nosso Brasil e por esta razão devemos demonstrar nosso descontentamento com todos os Políticos desse Pais.

Reformar, sim, sucatear NÃO!

Queremos uma Previdência justa, mas, queremos sobretudo Direitos Iguais como declama a nossa Carta Magna em seu Art. 5º:

"Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza,[...]"



Visualizações:









Nenhum comentário :

testando funcionalidade http://whos.amung.us/showcase/

estatistica em teste: whos.amung.us

?


AVISO ”A partir do ano 2017 todos os comentários somente serão respondidos se for indicado endereço de "email válido" para resposta, em virtude do grande número de solicitação de informações já postadas nos artigos!...”